quinta-feira, 30 de abril de 2009

"Não há estrelas no céu..." ou sim :)

Muito bem...

Coisinhas giras, relativamente aos últimos dias... Domingo foi o baptizado do Afonso, o piolhinho mais pequeno da família (e afilhado dos meus pais) ... e também a coisinha mais bochechuda à face da Terra!!! Vejam lá:

O Afonso é também o bebé mais bem-disposto do Mundo... nunca chora!!! Como eu já disse ao Renato: "Vamos encomendar um destes!"

2ª Feira... bem, aproveitei para curtir a Semana do Enterro... sem fazer NADA!!!
3ª Feira... fui ao Porto com o Renato... fomos ter com a D. Elvira, da editora, e atingi o Nirvana de um escritor: vi o meu livro à venda, na FNAC de Sta. Catarina... também já está na FNAC do NorteShopping, em Guimarães (na Ideal e Casa das Novidades), em Mirandela, Vila Real... e está em negociações para ficar em todas as FNAC's do país :D
E, aproveitando o passeio, fui à mais bonita livraria do Mundo: Lello... é, de facto, linda!!! Aquela escadaria tirou-me do sério! E aqueles livros antigos... e aquela máquina registadora, com os Reis e Milreis... lindo!
Eu que andei semanas a cantar Deolinda, acabei por não ir ao concerto :( A porcaria do autocarro nunca mais chegava... pois não, ele não passava no sítio onde estávamos!!! Então, fartamo-nos de esperar e fui para casa... fica para a próxima!
4ª Feira... RUI VELOSO!!! Epá, eram 22:00h e já estávamos prontos, à espera do autocarro... não, que a gente não comete o erro duas vezes!!! E foi uma noite muito produtiva, literalmente: a Tibby encontrou, na tenda, 2€... e mais 1€... e mais 0,5€!!! E a Carla 1€!!! Estava a nascer dinheiro naquele chão!!!
E aproveito para fazer um comunicado... gente, aqui a Belinha bebeu álcool!!! :O
Sim, eu bebi uma Caipiblack!!! E não fiquei minimamente alterada!!! Por isso, Patrícia V., estás enganada quando dizes que um shot chega para me deitar ao chão :P E apostei com a Carla em como esta noite bebo 2 Super Bock!!! (vou ver se me esquivo :S)
O concerto foi brutal, eu adorei, o homem é uma "moca"... e terminou em grande, com "Paixão" e "Não há estrelas no céu"... é, provavelmente, o cantor de quem gosto há mais tempo... desde que me lembro como gente que canto: "Não há estrelas no céu, a dourar o meu caminho..."
5ª Feira... e pronto, hoje é o Enterro... é o culminar da Semana Académica... e a ver vamos no que dá...
Domingo é a minha Benção de Finalistas :D Depois conto como correu...
Inté, minha gente!!! Um abraço enorme a todos os Finalistas!!! Principalmente aos que vão de lençol - pois, aproveitando para continuar o último post: em Aveiro não há Queima, porque não se queimam fitas - chama-se Enterro, e o desfile é à noite. Simboliza o Enterro do Ano. Também não há Cartola e Bengala... os finalistas usam um lençol, que simboliza um fantasma (associado à morte do ano e da vida académica) - portanto, aos finalistas de lençol: MUITA SORTE!!!

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Finalista e tal...

Bem, deixando agora o meu livrito de lado (mas, já agora, penso que já está à venda em algumas livrarias... mas quando souber ao certo quais, eu aviso)... vou então centrar-me num outro assunto que me tem (e a muita outra gente) "ocupado" a mioleira: o fim do curso... pois, parece que foi "ontem" que estava em frente à reitoria da Universidade de Aveiro de joelhos, camisa cor-de-rosa, brincos e anel com peninhas, calcinha clarinha e tal, toda pipi, a ser literalmente gozada pelos meus veteranos... também foi nesse dia (20-09-06) que eu e o meu apêndice nos vimos pela 1ª vez... não, não foi amor à primeira vista, que eu nem me lembro da cara dele nesse dia :)

Foram 3 anos inesquecíveis, em que fui essencialmente feliz... fiz grandes amigos, daqueles a quem confiamos a "vida": Ren, Tibby, Su, Carla, Sokinhas... conheci pessoas muito queridas, que estarão para sempre na minha memória: Patrícia V., Rita, Daniela, Bruna, Ana... e muitos outros, claro... e, coisas "inevitáveis" da vida, acabei por "perder" também alguns amigos... mas foram 3 anos especiais, sem dúvida os melhores da minha vida.

Agora que este percurso termina (daqui a pouco mais de uma semana é a Benção de Finalistas), quero deixar uma homenagem a todos os que se cruzaram neste importante caminho: todos aqueles que comigo viveram intensamente o percurso académico.

Para honrar Aveiro e as suas tradições:

Eis o meu gabão:







Em Aveiro existe ordem na colocação das 5 primeiras insígneas:

1º País onde nasceu (Portugal)

2º Cidade ou local onde nasceu (Guimarães)


3º Universidade de Aveiro


4º Cidade de Aveiro


5º Associação Académica da Universidade de Aveiro


Além desses, no meu gabão: Biologia e Geologia, Atalaia - Vila Nova da Barquinha (terra do Renato), Vila de S. Pedro do Sul (terra da Araci, que conheci pessoalmente em Aveiro), Vitória de Guimarães, Aqui nasceu Portugal, Biologia e Geologia, Conde (a terra da Tibby) e Cidade de Seia (terra do meu Pedaço de Terra - afilhado)

2. Em Aveiro não usamos grelos ou coisas do género... para identificar o número de matrículas, usamos nós de marinheiro, na lapela do casaco:



- Nó de 1ª matrícula (em baixo) com as cores do curso: Azul e Rosa


- Nó de 2ª matrícula, verde

- Nó branco, de finalista


3. Na outra lapela do casaco, podemos dar asas à nossa imaginação:


De cima para baixo e da esquerda para a direita:

- O famoso broche da colher

- 250 anos da Cidade de Aveiro, 200 anos de Darwin, 150 anos de "A origem das espécies": para que a Biologia me acompanhe, mesmo não sendo o caminho que pretendo seguir

- Nó castanho, da antiga 3ª matrícula

- A minha imagem de marca: uma borboleta

- Pin do Winnie, oferecido pela mana

- Laço da SIDA

- Clube de Amigos da Rádio Santiago

- Portugal

- Dezena, para que Deus me acompanhe sempre

- Algarve, em homenagem à Carlinha :P

- Guimarães

- Castelo de Guimarães

- Biologia e Geologia

- Universidade de Aveiro

(...)

Continua...

sábado, 18 de abril de 2009

Prelúdio de "Lua e o Cavaleiro Negro"


"Após tantos anos, ainda não se habituara totalmente àquele lugar: escuro, frio, húmido, isento de vida, oco e perturbadoramente sufocante. Não passava de um buraco, uma gruta escondida nos recantos do mundo. Mas nunca se queixava. Aquele era o lar do Mestre, e não se via no direito de contrariar os seus gostos e opções. Só tinha a agradecer a bondade e a forma como fora acolhido, após tanto tempo perdido em ruas e vielas, passando fome, tremendo de frio, fugindo dos menos benévolos. Tempos que já lá iam, mas que deixaram a sua marca.
Estavam numa das muitas salas subterrâneas, de pé. O Mestre com as mãos unidas em frente ao peito, de costas para o pupilo, e voltado para a lareira improvisada. O pupilo, muito mais novo que o seu Mestre, fixava o chão, numa postura de obediência, esperando ordens. Os dois tinham conversado muito nos últimos dias, e chegaram à conclusão de que estava na altura de avançar.
- Sentes-te capaz de cumprir as minhas ordens? – a sua voz era tão suave, quase um murmúrio, uma canção de embalar.
- Sim, Mestre.
Ouvia-se o crepitar da lenha que ardia, acompanhado de um pingue-pingue constante das gotas que caiam do tecto, em intervalos pouco espaçados.
- Não permitirei falhas. Estarei atento a cada passo teu. Um erro, e acabarei contigo. Entendido?
- Entendido, Mestre. – respondeu, com um arrepio a percorrer-lhe todo o corpo. Levou uma mão ao pescoço, passando os dedos pelo sinal de nascença, uma pequena saliência avermelhada.
Em momento algum, o Mestre se virou para encarar o seu pupilo. Na verdade, este último nunca tivera o prazer de conhecer os traços faciais do seu tutor. Noxifer usava uma máscara de gesso, moldada às suas feições, pintada de preto e com uma espécie de cicatriz vermelha, bem a meio da face esquerda.
- Espalha a destruição. E traz-me o coração dela numa bandeja.
Ouvindo isto, o mais novo vestiu a sua longa capa preta, colocou o capuz que lhe caiu sobre a face, ocultando-a, e partiu."

quarta-feira, 15 de abril de 2009

"Nove anos depois" (1º Capítulo)


Tal como prometido, cá estão as primeiras linhas do segundo livro de "Lua".

Já há nome para este livro.... "Lua - O Cavaleiro Negro" é o título mais provável (depois de ter passado por "O diário de Safira", e "O outro mundo").

Ora bem, como tem um início muito "soft", daqui a uns dias penso postar o prelúdio - em que que "vemos", pela primeira vez, Noxifer - e, mais tarde, o capítulo que dá o nome ao livro :D

E mais não ponho, porque o mistério é uma arte (profundo, eu sei :P)

O livro está com um bom andamento, principalmente em matéria de ideias.

Espero que gostem...


"O vento intenso uivava e puxava-lhe os longos cabelos negros para trás, e provocava-lhe lágrimas nos lindos olhos cor de esmeralda.
Montada no seu cavalo predilecto, deixou que a velocidade desvanecesse os seus pensamentos. Sentiu-se parte da natureza, parte de todo aquele borrão de cores alegres: verde, azul, amarelo. Debruçou-se um pouco mais sobre a sua montada, segurando as rédeas com firmeza, e fechou os olhos, saboreando cada odor e cada ruído que o ar trazia até si.
- Vamos, Vampiro! Tu consegues mais do que isto. – sussurrou ao ouvido do animal, incitando-o a aumentar a velocidade. O belo cavalo pareceu compreender e obedeceu, provocando uma sensação de vertigem em Lua.
Mantendo ainda as rédeas bem presas com as duas mãos, endireitou as costas, sempre de olhos fechados. Deixava que Vampiro a guiasse. Confiava nele.
Então, num acto que era um misto de coragem e loucura, abriu os braços, como se abraçasse o vento, deixando-se levar. Inclinou a cabeça para trás e esboçou um sorriso quase imperceptível.
O castelo ficara para trás e parecia minúsculo àquela distância. Da varanda do seu quarto, sempre apreciara os extensos campos relvados, e sonhara corrê-los de uma ponta a outra, sentir-se livre e respirar o ar puro. E, finalmente, o seu sonho de criança tornara-se realidade.
Era o dia do seu décimo oitavo aniversário e ao contrário do que acontecia na sua infância, era dona do seu nariz e o seu pai não tinha mais mão sobre si.
Os últimos anos revelaram-se horrivelmente solitários. Sem o seu avô paterno, Guidion e Renato, a vida no castelo era invariavelmente monótona, silenciosa e aborrecida. Os dias arrastavam-se lentamente, sem qualquer interesse e emoção. E os avós paternos haviam deixado o mundo dos vivos recentemente. Restavam ela e o pai. Um castelo enorme, onde trabalhavam dezenas de empregados, e apenas duas pessoas restavam para usufruir de tudo isso.
Rafael era agora o Rei da Floresta Dourada. Com quase sessenta anos estava velho, mas ainda eram visíveis alguns dos traços do homem bonito que fora em tempos. Continuava elegante, mas o rosto estava muito marcado pelos anos sofridos. O seu cabelo adquirira uma cor prateada e as suas mãos apresentavam veias salientes. Era um
velho.A relação de Lua com o pai melhorara um pouco com o passar do tempo. Não havia espaço para grande intimidade, mas havia respeito...."

segunda-feira, 13 de abril de 2009

Colegas de trabalho :P

Olá!!!

Espero que a Páscoa tenha sido boa :) Para mim foi... hummmm... digamos que foi "interessante"... o meu afilhado disse-me (sim, porque o puto diz pouca coisa, mas quando abre a boca sai sempre asneira!!!) que: "Tu és doida, tu és tola e tu és choca!" E diz-me aquilo com o maior sorrinho, com aquela cara de anjo e a única reacção que tenho é desatar a rir, e ele ri-se comigo (ou seja, ainda se ri de mim!). Fartou-se de me apertar (com força, até espetar as unhas) as bochechas, as pernas, a barriga... tadito, no entender dele estava apenas a fazer-me cócegas!

E agora até me chama qualquer coisa (além de choca, tola e doida): vira-se pra mim, aponta e diz "Táqui Lili!"... pronto, ele acha que o nome da minha irmã me assenta melhor! Mas um dia ele ainda vai dizer "Madrinha!" Portanto, a minha Páscoa foi basicamente a "aturar" o meu piolho, que está muito engraçado (eu ofereci-lhe uma roupita... o casaco aperta com molas... o escândalo que foi quando ele olha para o casaco e grita: "Ahhhhhhhhhhhh... num tem, num tem!!!"... e o que é que não tem? perguntam vocês... pois, ele fez o escândalo todo porque o casaco não tinha fecho!!! Tinha molas!!! E ele ficou todo escandalizado!)

Aqui ficam algumas fotos do Gonçalo (meu afilhado) e do Afonso (afilhado da minha mãe - o mais pequenino)


Pronto, explicando o título do post... adicionei um novo blog à minha lista (http://painted-soul.blogspot.com/). Trata-se do blog de uma menina que também já publicou um livro :D Também ele de fantasia (A espada de Jardax - Comprem!!!). Chama-se Joana Lopes, e após um comentário ao blog dela há meses ( :P ), finalmente a Joana entrou em contacto comigo :)
Visitem o blog, comentem e comprem o livrinho dela, se puderem... E eu toda contente por ter encontrado alguém que também escreve :D
Beijito!!!

sexta-feira, 10 de abril de 2009

Balanço mais que positivo!!!


Cá estou... nesta fase do campeonato, já devo ter recebido umas 30 críticas ao meu livro... e todas positivas! :D Basicamente, adoraram o livro e pedem por mais (Su, Sandra, Tibby - sim, a Tibby!!! - Melissa, Ana Gavina, Patrícia Dias, Nélson - estes dois devoram fantasia, logo a opinião deles é bem importante - Patrícia Veríssimo - que me mandou uma sms que começava por "F******, ó Belinha!", o meu avô, Guida... e mais uns quantos de que não me estou a lembrar)

Já estou a tratar do 2º, que se encontra neste ponto de situação: 25 páginas escritas, rascunho que deve dar para 100 páginas e, na minha mente, história que deve dar para umas 300 páginas :D


Na próxima semana, ou na seguinte, o livro já deve estar à venda em algumas livrarias (em Guimarães e talvez em Aveiro).

Ontem, saiu uma entrevista minha ao Diário de Aveiro... a mesma entrevista sai na próxima 4ª feira no Comércio de Guimarães...

Pronto, é por aqui que as coisas andam.

Um dia destes ponho o primeiro excerto do 2º livro, para aguçar a curiosidade.


Obrigado a todos pelo apoio, é bom saber que há muita gente ao meu lado... sem vocês, nada seria possível :)


Um beijo grande a quem passa. E, já agora, Boa Páscoa!!!

quarta-feira, 8 de abril de 2009

"Because You Loved Me" (Celine Dion)

Acho que a letra diz tudo... por tudo o que fazes por mim: para ti meu anjo :)
Amo-te...

quinta-feira, 2 de abril de 2009

2ª Apresentação de "Lua - A Princesa da Floresta Dourada"

Ora bem, cá estou, novamente a falar do mesmo :P
A apresentação do meu livro foi ontem e correu mesmo muito bem... éramos pouquitos, mas bons (vá, tirando uma "coisa" ou outra (tururururururu...) Pronto, o que quis dizer foi: 99% éramos bons!!! - pessoal do curso, na maioria, e até gente de fora, como os pais e tios do Renato)
Como ia dizendo, a apresentação do livro foi um espectáculo, mesmo! O mesmo powerpoint apresentado pelo Sr. Vitor em Guimarães... mas desta vez uma verdadeira apresentação do meu livro, feita pelo Renato. Pelo meio algumas gargalhadas e tal (tipo - "... as plantas que andavam por lá...") mas o momento da apresentação foi mesmo a actuação da TUA... apareceram 21 tunos (eu contava com 10!!!), cantaram "Barco de Aveiro", uma música bem calminha... depois, os tão afamados "Caracóis" (fui para o palco com eles e tudo... toda encavacada, afinal o Passarinho estava a cantar para mim!) e terminaram com "Amor à beira-mar", uma música bem ritmada.
A Carla, que de vez em quando até pensa (:P), fez um pedido especial para mim: pediu ao Corvo que cantasse a "Malaguenha"... e pronto, foi o desvario... foi ouvir a Daniela aos "gritos" e a minha irmã a babar-se com o Corvo a mexer o "rabinho"! Mas que ele canta muito bem, lá isso canta... e quando eu pensava que tinha ficado por ali, eis que o Passarinho resolve fazer um solo muito interessante: cantou a "Pedra Filosofal"... mas de uma maneira estranha! A cada verso, o homem imitava um animal diferente!!! Eu ia rebolando a rir, o João até roncou!!! Toda a gente adorou, simplesmente... foi a melhor actuação da TUA a que já assisti... claro que sou suspeita, afinal estavam a actuar para mim! Eles foram mesmo excelentes...

Agora, é só esperar que o livro venda...
Obrigada a todos os presentes, é muito importante sentir a presença dos amigos nestas ocasiões.
Espero dar notícias em breve...

A autora: Anabela Lopes (esta é pra vocês, gajas :P)

P.S.1 Aí têm o vídeo do Corvo... ouve-se muito bem a Daniela :D
P.S. 2 Em princípio, na próxima 5ª feira, sai uma entrevista minha no Diário de Aveiro :P

video